Aloe Vera Naturama 1 litro

Produto novo

29 Itens

Aloe Vera Naturama - 1L

R$ 89,00

Avaliações e Comentários de Compradores

Ninguém postou um comentário ainda
neste idioma

Mais informações

Nacionalmente aloe vera L. é conhecida como babosa porque o interior de suas folhas é constituído por um tecido mucilagionoso com aspecto de baba. Pertencente à família das Liliaceas, o gênero Aloe possui mais de 300 espécies, das quais a Aloe vera L., é a mais estudada nos centros de pesquisas e universidades, com aplicações nas áreas da cosmética e da saúde humana.

Aloe vera é conhecida e utilizada pelo homem há mais de 5.500 anos antes de Cristo. Outros registros de seu uso com fins medicinais e na cosmética são encontrados nas civilizações, árabe, grega, egípcia, romana, asiática e africana. Incluem se aqui as citações bíblicas em Cantares 4:14 e João 19:39, além da história egípicia relatar que suas rainhas Nefertite e Cleópatra usaram a babosa com grandes efeitos positivos como fitoterápico e cosmético. Outro registro histórico relata que Alexandre, o Grande teria tomado regiões da África e a ilha de Socotra, no oceano Índico, por existirem grandes quantidades de Aloe vera naqueles locais, que foram usadas para curar os ferimentos de seus soldados.

Por seus efeitos biológicos a babosa foi grandemente disseminada pelos continentes, tendo vindo para as Américas ainda com Cristóvão Colombo, onde se adaptou perfeitamente. Na segunda metade do último século as pesquisa desta planta foram intensificadas em muitos países, como, os E.U.A, França, Alemanha, Itália, Holanda, Japão e China, os quais oficializaram seu uso, tanto externo como internamente. Alem disso, esta espécie é reconhecida nesses países como um alimento funcional ou complemento alimentar voltado à manutenção ou recuperação.

Um número significativo de estudos da composição da Aloe vera revelou que o seu gel possui mais de 200 substâncias de importância para o organismo humano, sendo as principais: MINERAIS –cálcio, magnésio, sódio, potássio, selênio e zinco; VITAMINAS – pro-vitamina A, vitamina C, do complexo B (B1, B2, B3, B5 e B6); os MONO E POLISSACARÍDEOS – dentre estes o mais importante, a ACEMANANA, responsável pelo efeito imunoestimulante da Aloe vera L; AMINOÁCIDOS – 18 dos 21 aminoácidos necessários ao homem são encontrados na babosa, incluindo-se os 8 essenciais e as ENZIMAS – que são os bio-catalizadores dentre elas a lípase, protease, amilase e catalase.

É vasta a literatura científica que comprova a eficiência do uso de Aloe vera L. com fins terapêuticos ou alimento funcional e não apenas como laxante como era utilizada até a década de 40. De fato, sua resina/seiva ( representada por um líquido amarelo ocre, de odor forte e gosto amargo que escorre das folhas imediatamente após seu corte), contém cerca de 50% de aloína, um composto com ação catártica, motivo pelo qual seu uso não mais é recomendado atualmente. Entretanto, é comprovado que o uso do gel de babosa ( uma substância gelatinosa e de cor hialina presente na porção central da folha) apresenta efeitos preventivos e curativos na área da saúde

 

BENEFÍCIOS :

A espécie aloe vera L. tem sido usada externa e internamente pelo mundo todo. Externamente, o gel de babosa  é usado em formações tópicas para os seguintes casos: como veículo para outros elementos da formulação, hidratante, adstringente, anti-inflatório, analgésico, protetor da pele contra os raios UV, ativador do sistema imunológico, retardando o envelhecimento da pele.

O gel de babosa é um excelente cicatrizante, cuja aplicação em queimaduras é aprovado pela MS/ANVISA. STEVENS (1999),  acrescenta seu uso nos casos de acne, queimaduras do sol, térmicas, químicas e por radiação incluindo raio X, alergias e picadas de inseto em geral, erupções, edemas, eczemas, manchas, crostas, seborréias, caspas e queda de cabelos, psoríase, erisipela, úlcera varicose, escaras, câncer de pele, herpes simples e de zortes, cortes, ferimentos e irritações da pele em geral.

Internamente, Ale vera L. pode ser administrada pela ingestão de gel ou suco, ou ainda como extrato seco obtido por atomização ou liofilização. Seu uso interno vem sendo largamente praticado como coadjuvante nos tratamentos de artrite, artrose, bursite, gota, redução do colesterol e da pressão sanguínea, parra regular os batimentos cardíacos, disfunções hepáticas, calcificação dos ossos (osteoporose e recuperação das fraturas), regularização da acidez gastrointestinal, melhora o funcionamento do cólon, tratamento de gastrites, úlceras, pépticas e duodenais, congestão intestinal, colite, cistite, fístulas úlceras pépticas e duodenais, congestão intestinal, colite, cistite, fístulas inflamadas, quistos, flatulência, infecção vaginal e do trato urinário e insuficiência renal, amenorréia, endometriose, prostatite, fibroma, glaucoma, leucemia, lúpus, psoríase, reumatismo, gripes e resfriados, bronquite, sinusite, herpes comum, vaginal e de zortes, diabetes, balanceamento do açúcar no sangue.Porém, seu principal efeito é a desintoxicação do organismo e a imunoestimulação, promovido pelo seu componente ACEMANANA, com resultados altamente positivos em testes feitos nos Estados Unidos em portadores de HIV. Sua ação coadjuvante nos tratamentos oncológicos tem se revelado de extraordinária eficácia, principalmente na redução dos efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia.

Os cientistas que estudam a babosa no mundo inteiro, concluíram que a razão pela qual ela funciona tão eficazmente com grande alcance de seus poderes curativos, é a mistura específica de seus componentes, atuando sinergicamente, e não seus componentes isoladamente.

A grande novidade é o extrato atomizado em cápsulas de 500 mg de gel em pó, correspondendo a 50ml do suplemento líquido, para atender aos consumidores que preferem maior praticidade no uso e conservação dos produtos NATURAMA.

9 outros produtos na mesma categoria:

Informe o CEP para cálculo do frete do produto

Aguardando CEP

Imunidade